o caminho

O caminho está onde você está!4433_83076913939_3854602_n[1]

Ou seja, é no presente, observando a si mesmo, que a prática acontece. Mas, neste momento, estou escolhendo aprofundar esse aprendizado.

E como é a vida em um Zen Center? Em primeiro lugar, há muito zazen. No zazen, nos mantemos em silêncio, nos sentamos voltados para a parede, os olhos ficam entreabertos e as mãos formam uma elipse, o mudra cósmico. Ele é o cerne da prática. O que diferencia o zen-budismo de outras escolas budistas é exatamente essa ênfase no zazen. Não há mantras nem visualizações. Os olhos entreabertos nos mantêm conectados com tudo o que nos cerca. Também há muito trabalho (que chamamos de samu). Limpar o templo faz parte da prática: como trabalhamos juntos para que o ambiente esteja adequado e como fazemos para tornar o ambiente harmônico? Também há liturgias, nas quais entoamos sutras e tocamos instrumentos.

Dependendo do lugar e do período temos diferentes intensidades de prática. Em Yokoji por um mês foi “training period” quando sentamos zazen por aproximadamente 5 horas por dia. O mesmo no “intensive practice period” de Green Gulch. Já no City Center, durante o “practice period” temos mais aulas. Mas em todos os centros, sesshin (o retiro zen) é sempre quando a prática é mais intensa.

Junto com o Zen, a Kundalini Yoga também é uma parte importante da minha prática. Ela é a “yoga da consciência”, trabalha de maneira vigorosa para elevar a energia da consciência dos chacras mais baixos para os mais elevados. Traduzindo: ela busca atuar no nosso corpo e mente para que o nosso foco possa se expandir das necessidades mais básicas para uma compreensão mais ampla. Quem trouxe a Kundalini Yoga para o Ocidente foi Yogi Bajan, um mestre que se dispôs a abrir para o conhecimento de todos essa técnica que era praticada por poucos na Índia. No período que estive em Guadalajara pude fazer classes todos os dias e em São Francisco pude ir a aulas todas as semanas.

Para mim,  o Zen e a Kundalini Yoga são práticas complementares. As aulas de Yoga me ajudam a ter mais estabilidade durante o zazen, e o zen me ajudar a perceber com mais atenção o meu corpo e mente durante as aulas.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s